preloader

Midnal Certifica Primeiro Aeroporto das Américas em Segurança da Informação (ISO 27001)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

A Inframerica, administradora do Aeroporto de Brasília, foi certificada pela ISO 27001. O selo confere à concessionária reconhecimento internacional em gestão de Segurança da Informação e reforça o compromisso com a segurança das informações e proteção de dados. Os aeroportos de Brasília e Natal, ambos administrados pela Inframerica, foram os primeiros terminais aéreos do Brasil e nas Américas a conquistarem a certificação que garante, com avaliação independente, a eficiência dos processos de segurança das informações.

A certificação chancela as ações realizadas pela concessionária em implementar controles para gerenciar riscos de segurança da informação e proteger a confidencialidade, integridade e disponibilidade de dados essenciais ao negócio.

Para receber o selo o Aeroporto precisou se adequar às exigências da norma e durante um ano foram analisados diversos departamentos. Depois destes estudos e da implementação de um padrão de segurança, foi feita uma auditoria minuciosa que atestou o padrão de segurança da Informação alinhado as práticas mundiais. Entre as mudanças realizadas pela concessionária está a implementação de uma ferramenta que monitora e audita proativamente incidentes de segurança em tempo real, além de permitir o acompanhamento e gestão de todos os servidores, computadores e dados da empresa.

A busca pela certificação foi também faz parte de um processo de adequação a Lei de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigor em setembro de 2020.

O gerente de Tecnologia da Informação da Inframerica, Diego Teixeira, conta que a concessionária vem investindo tanto na segurança dos sistemas do terminal aéreo quanto no tratamento e sigilo das informações e dados pessoais que o aeroporto tem acesso. “Receber o ISO 27001 é como ser certificado com a ISO 9001 que chancela a gestão de Qualidade de uma empresa. Um selo tão importante quanto. Na era digital e com as diversas tecnologias existentes para melhorar a experiência do passageiro os dados precisam ser tratados com cuidado. Não só as informações pessoais, mas informações estratégicas de negócios. E nós estamos trabalhando para melhorar cada vez garantindo a integridade e o sigilo das informações dos nossos aeroportos”, explica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *